Mulheres modernas [e alguns homens]

domingo, 30 de maio de 2010

Ontem, 29, aconteceu a 3ª edição do Clube do Livro. Minha 1ª edição. Tema do mês: Mulheres modernas.


Mulheres e homens modernos discutiram o tema durante 5 horas com um toque especial de @francineramos, que falou lindamente e apaixonadamente sobre Clarice Lispector e Virgínia Woolf, e da @fotografacarol, que deu uma surpreendente mini-palestra sobre homoerotismo.

Mulheres modernas foram as mulheres que transgrediram regras, que mostraram o peito, inventaram, mulheres corajosas à frente do seu tempo. Nós somos herdeiras.

Nós temos o poder de escolher o que queremos fazer das nossas vidas. Se quisermos trabalhar, sermos bem sucedidas, sem filhos para atrapalhar, sem marido para pedir satisfação; ou se quisermos ser mães de família, donas de casa; ou se quisermos ser os dois, podemos. Não precisamos seguir modelos. E é tudo por causa delas.

Mas não vamos confundir esse poder de escolha que nos foi concedido com falhas de caráter (que é pessoal) e também não precisamos quebrar regras sociais que são importantes para o bem viver em comunidade. Pode parecer conservador, mas não é o caso de andar nua por aí só porque podemos escolher. Alguém já fez isso por nós.

Ainda temos muitas barreiras a quebrar como a questão do direito do aborto, da união homossexual e da adoção, da equiparação salarial por cargo, função e competência, não por sexo (questão levantada pela @meninadabahia).

Mas antes, precisamos quebrar nossas próprias barreiras, como bem colocou a @fotografacarol.

Com o advento do Cristianismo, tudo aquilo que se relacionasse com o corpo e desejos sexuais foram reprimidos. A mãe de Cristo, a Virgem Maria virou o modelo para todas as mulheres que deveriam seguir seu exemplo de castidade. Essa foi uma das formas encontradas para “domar” as mulheres, pois quem não se conhece sexualmente não conhece seu poder e não sabe o que é liberdade.


A proxima edição do Clube do Livro acontece dia 19/06 e o tema é 2ª Guerra Mundial.

7 comentários:

Francine Ramos disse...

Você escreveu tudo nesse post! Perfeito! Ainda temos muito para trabalhar, para crescer, para desenvolver e poder estar junto de pessoas que também compartilham dessa mesma idéia é uma ótima oportunidade para abrirmos mais portas. Adorei ontem. Beijos!!!
E obrigada pelo "falou lindamente e apaixonadamente" \o/

Jeniffer Santos disse...

Lá vai eu, comentar em mais um blog q: PERDI!
hahaha!
tenho certeza q foi mt bom!

E é verdade, podemos ser aquilo que quisermos. Mas tb não precisamos lutar de forma exagerada, não precisamos mostrar a bunda.
E eu acredito naquela história q todo mundo diz, q a mulher consegue fazer várias coisas ao mesmo tempo.
Ser uma grande profissional, excelente mãe, excelente companheira, amiga, amante. Mas detalhe, primeiro, tem q existir, sempre, amor próprio.

beijos !

Má Montes disse...

Sinto que vou começar a ser repetitiva e ficar falando q ontem foi um momento impar.

Jacy, agora vc terá q ir nas outras tb.

Adorei saber o seu ponto de vista e saber que todas nós e eles tb pensam de maneira similar.

Larissa Santiago disse...

sábado senti literalmente o peso nas costas: senti muita dor e nem pude ir e claro morri de inveja!
parabéns meninas!

beijos

Natália Alexandre disse...

Jacy adorei seu post. Todo mês quando acontece o clube do livro eu posto segundo às palavras de alguém. Mês passado publiquei a Miriam Sales.

Esse mês, se vc me permitir, gostaria de publicar a sua. Adorei seu texto.

Pode deixar que citarei a fonte: vc e seu blog.

Se puder me avisa via email? please: nataliaftc@gmail.com

Celine Ramos disse...

Imagino que a discussão tenha sido quente, hein? Deveria ter ficado para participar. Deixa para a próxima :) O texto está ótimo, Jacy. Dá orgulho de nós...
\o/

Mabia Barros disse...

Oi mocinha! Fiquei triste de não poder ir no clube... justo esse que eu tava em Salvador... :)

E da linha da Seda: creme de cabelo é um saco mesmo. Uns ficam bons, outros ficam uma droga... até achar o que acerta mesmo, leva tempo...

Boa sorte com o corte novo!

Postar um comentário

 
^